Gincana Da Promoção de Pneus

A liquidação de pneus estava imperdível. Ao passar perto de uma loja, ele não resistiu, aproveitou e comprou quatro pneus. Ficou parecido com um fake do Boneco da Michelin.

Quantas promoções e liquidações já foram perdidas por se deixar a compra para mais tarde ou dia seguinte. São aquelas oportunidades que devem ser aproveitadas na hora.

Como transportar a mercadoria para casa, resolve-se por último. Nada que um aplicativo para chamar carros não possa revolver, claro, se a compra couber no porta-malas.

Como levar 4 pneus usando uma moto “cinquentinha” 50cc (cilindradas)? A solução foi tão engenhosa quanto perigosa. Ele “vestiu” os pneus no corpo ou usou-os como se fossem bambolês.

Sem capacete, dependendo do pais, o uso do capacete não é obrigatório. Com certeza, “vestir” pneus no corpo é uma infração de trânsito. A mobilidade dos braços do piloto está comprometida, e ele está com sobrepeso (da jaqueta de pneus).

A barreira de pneus colocados na área de escape, na Fórmula 1, para amortecer as batidas, ajuda muito a diminuir a violência do impacto. Os pneus que o homem “veste” devem amortecer a queda, caso ela aconteça, mas a cabeça desprotegida é um problema e o risco aos outros motoristas ainda mais.

Parece também uma gincana sobre duas rodas. Se ele tem uma moto “cinquentinha”, provavelmente, não tem carro (se bem que nada impede, só a grana). Se for o caso, os pneus devem ser para o carro do pai, mãe, irmão ou algum parente. Sem contar que pode ser revendidos.

Se fosse num palco, essa cena daria um ótimo show de escapismo. Amarrado aos pneus com correntes, coberto com um pano preto, ele tentaria escapar, reaparecendo, se tudo desse certo, em outro lugar do palco ou sabe-se lá onde.


Em regiões remotas ou onde a fiscalização é insuficiente, mais de quatro pessoas já foram vistas em cima de uma moto, do mesmo modo imprudente, motos levando uma carga inacreditável também já foram flagradas.